Dicas de Pilotagem

Dica de pilotagem #6: A técnica de Short Shifting

Neste 6º vídeo sobre dicas de pilotagem, explico o que é e por que utilizar a técnica de “short shifting” no automobilismo. Esta técnica do short shifting está sendo muito utilizada pelos pilotos de F1 neste ano de 2014, com motores que despejam o máximo de potência em regimes de rotação relativamente baixos.

Dicas de pilotagem #6: Técnica de Short Shifting

Olá pessoal, tudo bem? Aqui é o Cristian

E hoje eu vou falar de uma técnica avançada de pilotagem chamada de “Short shifting”, que os pilotos de formula 1 estão usando muito, esse ano que o motor é turbo e despeja um monte de potência muito rápido.

Pra você entender como é que que a gente vai fazer o short shifting, eu preciso explicar um pouquinho o gráfico de potência do motor, vamos lá?

Isso aqui é um gráfico de rotação de rpm versus potência (ver vídeo). Quantos cavalos de força ele tem x que rpm que ele está. Esse é um gráfico simples, comum que mostra que logo na marcha lenta aqui quando chega mais ou menos por perto de 2000 rpm aqui o carro deve estar com uns 85 cavalos como está anotado aqui, não sei se dá pra ver.

Conforme você vai aumentando o rpm você vai aumentando a potência do motor, ou seja, motor tem mais força pra te entregar. Até o limite nesse caso aqui é perto de 9500 rpm que chega na potência máxima que é em torno aqui de 115 cavalos.

Obs: Isso é um gráfico fictício, fiz só pra a gente entender como é que um motor cresce conforme cresce a rotação.
Então quando você vai utilizar um carro de corrida na pista, você vai querer aproveitar o máximo de potência que ele pode te dar, correto? Então, por exemplo, você vai usar primeira marcha saindo do zero, chega até aqui, entra na segunda marcha. Provavelmente vai entrar por aqui. Então você vai ficar sempre nesse trecho aqui, sempre usando o máximo que o carro pode dar de potência.

Você reduz, contorna curvas e retoma o acelerador usando sempre essa faixa de que eu chamo de faixa ótima de potência no motor.

E quando é que você vai usar o “short shifting”?

Nos carros turbo na formula 1 a potência já vem muito rápido para o máximo. Imagina que isso aqui possa ser um gráfico num motor de formula 1, conforme ele cresce a rotação a curva de crescimento dele é muito mais forte.

Então ele chega perto do torque e da potência máxima muito rápidamente. Aí, no caso de um carro de formula, você está saindo da curva, acelerando, o que acontece, destraciona e escorrega a traseira.

O que você faz pra evitar de destracionar à toa, de você perder a tração da potência do motor nas rodas? Você vai mudar de marcha um pouquinho antes, limitando um pouco a força que o carro despeja nas rodas. É por isso que se chama “short shifting”, ou “troca curta”. Então você está acelerando, você está virando e vai precisar dar o gás total, se você der o gás total numa marcha mais curta que está muito perto do torque máximo ele vai patinar então você muda a marcha um pouquinho antes. Você consegue abaixar um pouquinho o limite de potência máxima do motor e mesmo assim você consegue acelerar tudo que o carro tem pra dar. Dessa maneira você evita que o carro perca tração desnecessariamente. Bom, dá uma olhada aí, tem um exemplo do Felipe massa, vamos ver ele fazendo um pouquinho pra você entender como é que é o “short shifting”.

Em situação normal o Felipe troca de marcha quando o motor está com aproximadamente 11.800 rpm, porém veja agora na próxima reta, Para que seu carro naõ destracione por excesso de potencia, o Felipe passa a trocar marchas quando seu motor atinge apenas 8000 rpm isso garante aderência de tração na saída de curva, e também economiza os pneus, o que tem sido importantíssimo na formula 1 desse ano.

Deu pra entender pessoal?

Aí é o seguinte. Tem outras ocasiões que você pode usar o “short shifting”. Se você estiver em uma pista que tem uma reta grande e que você vai ter uma descida no meio da reta. Ou no caso de interlagos quando você sai do bico de pato e começa a descer o mergulho, você pode usar o “short shifting” para usar a força da gravidade a seu favor, ou seja, você está acelerando e ao invés de você esperar chegar até lá em cima o giro e mudar a marcha, se você está descendo, muda um pouquinho antes. Você consegue um pouquinho a mais de força por que a força da gravidade está te ajudando porque é descida.

Bom se vocês tiverem qualquer dúvida aí deixem nos comentários que vou tentar responder o mais rápido o possível, ok?

Se você gostou do vídeo, por favor clique em gostei! Se você quiser saber sempre um pouco mais, segue ou se inscreva no nosso canal. tem o nosso site também pistaepilotagem.com.br, nosso facebook, enfim… Espero ver você mais vezes, ta bom?

Obrigado, um abraço!

Em tempo: a relação entre potência e torque máximo será explicada em um próximo vídeo, em breve .

Se não entendeu ou tem alguma dúvida, por favor poste sua dúvida nos comentários que vou tentar responder a todos!

Inscreva-se no canal aqui: https://www.youtube.com/subscription_center?add_user=pistaepilotagem

Página do Facebook: https://www.facebook.com/pistaepilotagem
Website: https://www.pistaepilotagem.com.br