Pilotagem de Kart

Quanto Custa Correr de Kart – parte 1

Aproveitando que outros 2 sites publicaram algo a respeito, neste primeiro de três vídeos, explico um pouco os custos envolvidos para correr de kart a partir de um nível básico (kart indoor) e um nivel acima (Parollin Challenge).

Pilotagem de Kart: Quanto Custa Correr de Kart – Parte 1

Você sabe quanto custa pra andar de kart? Ou quanto custa participar de algum campeonato?

Eae pessoal, tudo bem? aqui é o Cristian… Então, aproveitando a deixa dessa semana do pessoal do Kart Online e também do blog AMSIL Racing que estão falando sobre custo de kart, eu queria ajudar e contribuir com isso, fazendo um vídeo sobre custos no kart.

Eu vou pegar desde o primeiro degrau do cara que gosta de andar de kart indoor: quanto que vai gastar pra você pôr o pé lá dentro, começando devagarzinho no indoor e subindo de categoria até chegar no profissional. Vamos lá!

Então pessoal, nível 1 aqui, kart indoor ou “kart amador”: Você vai gastar de 80 a 120 reais por treino ou corrida de 30 minutos que são karts de aluguel. Os karts são de 6,5 e 13 hp. Separei alguns pontos a favor: É a opção mais barata pra você se você for andar até 4 vezes no mês. Depois começa a ficar mais caro… Sem despesas de manutenção, outro ponto a favor; E bons campeonatos pelo Brasil inteiro. Você encontra em vários estados em várias cidades, gente que já se junta, organiza campeonato e anda de kart, etc.

Pontos contra: Fica meio caro acima de 4 vezes por mês. Por que você vai gastar assim, você pega 80 vezes 4… 320 você já está gastando uma boa graninha e você já pode pensar talvez em ir para um outro nível.

Outro ponto contra. Qualidade do equipamento. Apesar de os kartódromos terem até pilotos acertando motor, acertando chassi, que deixa tudo muito mais pertinho. É obvio que você vai correr numa bateria no final do dia, depois que já teve 8 baterias, alguém pode ter batido o kart, pode ter entortado um chassi, alguma coisa, furado o pneu e o kart pode não estar tão bom. Então o que seria a primeira etapa, o primeiro nível de kart? O indoor amador.

Passando para o segundo nível seria o que eu to chamando de kart “semi-pro”.

Estou chamando de “semi-pro” o parolin lá na granja viana que apesar de ainda ser kart de aluguel, já tem um campeonato chamado de “Parolin Challenge” que vai junto, atrelado a copa são Paulo lá da Granja Viana, que busca pegar aqueles pilotos que querem andar um pouquinho mais, ou seja, querem mais do que o indoor. É um pé de entrada aí, é um primeiro passo pra você entrar num kart aí se aproxima um puco do profissional.

Você vai gastar, se você for andar no parolin challenge que é o campeonato lá da granja de duas horas por prova, você vai gastar aí de 450 a 1100 por mês. 450 se você for andar em duplas. Custa 900 reais por etapa e se você corre em dupla, você paga metade e a dupla paga metade. Não está incluso nenhum “treininho”, e é só uma corrida por mês aqui. 1100 reais por quê? Se você andar sozinho é 900 reais. E cada bateria que você quiser usar esse kart pra treinar, custa 200 reais meia hora. São karts de 18 hp, já são mais fortes, andam com pneu laranja, um pneu melhor, é mais gostoso de guiar. São karts de aluguel e o campeonato individual ou em dupla como eu falei.

Pontos que eu considero a favor: Equipamento melhor do que o indoor. Apesar de ser kart alugado. Você já pega um equipamento bem mais refinado. Não tem despesa de manutenção. Você paga, anda e vai embora. Se quebrou, entortou alguma coisa, a responsabilidade é do kartódromo. Desde que você não faça nenhuma loucura. E chance inicial de resultado, porque é um campeonato novo, dá pra você treinar e ser um dos primeiros a conseguir alguma coisa nesse primeiro ano.

O que que eu chamo de pontos contra aqui? Você vai ter pouco treino e o treino é mais caro, ou seja, o treino é 200 reais a cada meia hora, então começa a ficar um pouco caro mesmo… Só existe um campeonato em são Paulo até agora. A gente ta querendo saber do kartódromo da Granja se vão trazer mais karts, se isso vai aumentar, se num futuro a intenção é trocar os indoor pelos Parolin, enfim, isso é uma coisa pra a agente ficar de olho. E um ponto que também não é tão a favor é que no fundo, no fundo, ele está mais perto de um kart profissional, mas ainda tem um jeitão de indoor.

Bom pessoal, esses são os 2 primeiros, na próxima parte desse vídeo eu vou trazer pra vocês o nível 3 e o nível 4.

E mais uma coisa pessoal, a intenção desse vídeo (desta parte e também da parte 2 que vai vir daqui a pouco no ar) é ajudar vocês a fazer as continhas, pode ser que tenha um errinho ou outro, pode ser que eu não tenha sido tão preciso, mas a intenção é dar pra vocês um esboço para ajudar. Os dois portais que colocaram conteúdo na internet sobre isso também, eu vou deixar o link na descrição aqui para vocês poderem visitar também e aproveitar o que eles colocaram.

Pessoal, se vocês gostaram do vídeos clique em gostei, se tem curtido o que eu tenho feito, clica aí em se inscrever no nosso canal e até a próxima. Um forte abraço!

Segue as outras fontes que citei no vídeo:

Post no Portal KartOnline:
https://www.kartonline.com.br/marketing.php?exibe=4307-download-da-planilha-de-gestao-financeira-anual-para-kartismo#axzz3Ye3RtBjT

Post no blog AMSIL Racing:
https://amsilracing.wordpress.com/2015/04/23/quanto-custa-correr-no-brasil-veja-os-valores-para-correr-em-cada-categoria-no-brasil/

Tem alguma dúvida sobre pilotagem? Faltou algum detalhe que passou desapercebido nos custos de kart do vídeo? Comente no espaço abaixo!

Assine nosso canal Pista & Pilotagem no Youtube: https://www.youtube.com/user/pistaepilotagem

Pista e Pilotagem no Facebook: https://www.facebook.com/pistaepilotagem